Os clientes da Apple sabem como os cabos Lightning costumam ser extremamente frágeis. Entretanto, um novo pedido de patente da companhia pode ter revelado a solução para esse antigo problema.

Recentemente, a fabricante registrou a tecnologia de um “cabo de rigidez variável”. Apesar de não mencionar diretamente que o item será um cabo de energia, as informações do documento indicam a possibilidade.

“Sabemos que a dobra do cabo próximo ao ponto de terminação pode causar tensão indesejada nas conexões dos fios, o que pode levar à falhas”, admite o documento do pedido de patente da Apple.

Em seguida, o texto cita o uso de luvas nas pontas para aumentar a resistência dos cabos, aliviando a tensão nas conexões dos fios. No entanto, isso deixou os acessórios com uma espessura que não era o desejado pela fabricante.

Como solução, a Apple desenvolveu uma tecnologia que permite criar níveis de rigidez em diferentes “seções longitudinais”. Assim, o cabo seria dividido em três camadas que iriam da mais flexível até a mais rígida com alívio de tensões nas pontas.

“Esse produto é um cabo que inclui um núcleo rodeado por uma manga externa com espessura uniforme”, descreve o documento. As informações indicam que ele usará diferentes materiais em sua constituição.

INVESTIMENTO A LONGO PRAZO

O pedido de patente não significa que a Apple aplicará a tecnologia para reforçar os próximos lançamentos de cabos Lightning. Contudo, isso demonstra que ela está estudando meios de criar produtos mais resistentes para os clientes.

Caso isso se torne realidade, as compras de cabos com maior durabilidade passarão a ser um investimento a longo prazo. Lembrando que os iPhones de última geração não fornecem mais o acessório para carregamento nas caixas.

Atualmente, o cabo Lightning é vendido a partir de R$ 219 na loja oficial da Apple no Brasil.